Texto: 1 Pedro 4.7-10 –  7 O fim de todas as coisas esta perto. Sejam prudentes e estejam alertas para poder orar. 8 Acima de tudo, amem sinceramente uns aos outros, pois o amor perdoa muitos pecados. 9 Hospedem uns aos outros, sem reclamar. 10 Sejam bons administradores dos diferentes dons que receberam de Deus. Que cada um use o seu proprio dom para o bem dos outros.

 

A nossa vida é breve. e as vezes parece até mesmo sem sentido. Por isso nós precisamos considerar a nossa vida presente, a luz  da vinda iminente  de Cristo e do fim do mundo, é por isso que devemos compromissar com a Obra e mantermos firmes em oração, todos os dias com muito fevor, amar uns aos outos em verdade, ser hospitaleiros e servir a todos com muito amor, alegria e gratidão.

Muitas  pessoas nascem vivem e morrem sem deixar um legado ou quantas são as vezes que  deixam um caminho de tristeza por onde passaram.

Se você se preocupa com o seu futuro ou mesmo com o agora e gostaria de deixar sua marca nesse mundo antes de sua partida, preste atenção no que diz a Bíblia.

(1 Pe.4.7) “E já está próximo o fim de todas as coisas”  ou seja, a qualquer momento terminará nossa jornada aqui neste mundo.

E  nós precisamos cumprir a nossa missão o quanto antes, lógico dentro da vontade de Deus.

Para que Jesus possa intervir em nosso viver é necessário primeiro tirar a pedra do nosso medo, da nossa insegurança e do nosso desespero.

Bem sabemos que sem a fé, sem a nossa cooperação, Jesus Cristo raramente age, pois para Jesus o maior milagre não é a cura sobrenatural de um corpo doente, mas a superação do medo, da infelicidade e da ansiedade de uma alma doente.

Logo o que será necessário fazermos para o cumprimento da nossa missão, ou seja, o que precisará ser observado por nós, para que os planos de Deus não sejam frustrados?

A primeira observação é que nós devemos estar em constante vigilância e oração. Vamos comparar a oração com a água, esse bem tão preciosa para a nossa sobrevivência física.

Todos nós sabemos que o nosso corpo é 70 % liquido e precisamos repor constantemente esse liquido, alguns especialistas vão dizer que precisamos tomar pelo menos 2 litros de água por dia e ainda assim a maioria de nós negligenciamos essa prática e por conta disso sofremos com diversos problemas de saúde. Infelizmente nós oramos menos do que bebemos água!

O nosso espírito precisa de oração e quando nós deixamos de orar em todo o tempo nós desidratamos espiritualmente.

A oração feita com prudencia, talvez como a água, não tenha cheiro, cor, sabor, mas fará toda a diferençana na sua e na minha vida. Por isso devemos lembrarmos sempre de nos dirigirmos a Deus em oração constantes e com com vigilancia.

Assim como devemos tomar muita água, assim também devemos orar muito mais. Outra observação é que devemos sempre exercitamos o profundo amor. Quem ainda não sentiu  um amor ardente por alguém?

Creio que todos já tiveram essa experiencia. Já sentiu esse amor por um estranho? ou por alguém que jamais corresponderá a esse amor?

Somente Jesus teve esse amor por nós antes mesmo de nossa existência, e entregou a própria vida para pagar o preço de nossa culpa, de todos os nossos pecados.

Não merecíamos esse amor e mesmo assim ele nos deu.

Esse é o modelo de amor que Deus quer que nós amamos uns aos outros com atitudes responsaveis afim de glorificar a Deus nosso Senhor.

Ame a todos indistintamente e faça disso um estilo de vida, busque em Jesus a força para amar aquelas pessoas mais difíceis, mas a determinação de Deus é ame.

Primeiramente busque a felicidade alheia ou seja, do seu próximo, pois você não será feliz se estiver cercado de pessoas tristes, sem rumo e sem esperança, será necesário  atitudes em Jesus para exercitar o poder do fruto do Espírito Santo…

Portanto vamos amar uns aos outros com sinceridade e fevor de coração. Semelhantemente com Cristo nos amou.

Devemos também estar bastante atento com relação o nosso servir o próximo. A maioria das pessoas desejam ser servidas e pouco querem servir.

Observe estas frases “uns para com os outros” v.8 “uns para os outros” v. 9 e “Cada um administre aos outros ” .

Todas elas mostram que devemos focalizar no nosso próximo e servi-lo.

O nosso Deus nos deu tudo que temos para nós administrarmos e devemos faze-lo em prol do nosso próximo.

Somente assim seremos a Igreja de Deus! um lugar onde todos se preocupam com todos e ninguém fica sozinho e desamparado.

Experimente ser servo por um mês, agora cuidado! o prazer de servir vicia.

Pois Cristo veio e nos serviu o tempo todo, logo essa é a vontade de Deus, que sirvamos todos mediante os dons espirituais que nos foram concedidos pelo Espirito Santo.

Jesus era delicado com todas as pessoas, inclusive com seus opositores, mas em algumas ocasiões criticou com contundência a hipocrisia humana.

Quantas são as vezes que exigimos calma dos outros, mas somos impacientes, irritadiços e agressivos. Pedimos tolerância, mas somos implacáveis, excessivamente críticos e intolerantes.

Queremos que todos sejam estritamente verdadeiros, mas simulamos  comportamentos, disfarçamos nossos sentimentos.

Desejamos que os outros valorizem o interior, mas somos consumidos pelas aparências externas.

Temos de reconhecer que, as vezes, damos excessiva atenção ao que pensam e falam de nós, mas não preocupamos com aquilo que corrói a nossa alma.

Precisamos fazer uma faxina em sentimentos negativos como a inveja, o ciúme, o ódio, orgulho, a arrogância, e a autopiedade.

O egoismo, o orgulho e o individualismo são vírus da alma que nunca morrem. Podemos controla-los, mas nunca os eliminamos.

Se não combatermos continuamente, eles um dia eclodirão de forma sorrateira, infectando nossa emoção e nos distanciando aos poucos dos nossos próximos e de Deus.

Amados, vamos sempre permanecer leal a Cristo no meio das provações, isso é testemunhar de Cristo e servir a Deus no poder do Espirito santo. Amém!

 

Portanto amados é disso que o mundo precisa. Não precisamos de grandes templos suntuosos, o de perfeitos grupos de música, e muito menos de uma mega estrutura organizacional para levarmos a esperança aos perdidos.

Precisamos apenas orar mais que bebemos água nutrindo espiritualmente o nosso corpo enquanto intercedemos pelos nossos próximos, mostrando assim o Amor de Jesus que já está em nós e nos motivando a servirmos uns aos outros de maneira incansável.

Precisamos sim encarar a nova vida, com oração sóbrias, prudentes e vigilantes, com um amor profundo afim de servir ao próximo com alegria e satisfação da alma.

Pr. Tubal Monteiro